Miketz – Sonhos


sonhos-1

Na Parashá Miketz Yosef se encontra com Faraó e recebe dele o cargo de vice-rei do Egito. Mas isso não aconteceu sem antes ter experimentado literalmente o fundo do poço. Na parashá passada vimos como Yosef mantinha uma relação delicada com seus irmãos. Os conflitos e os ciúmes levaram os irmãos de Yosef querem sua morte. Para eles, seu irmão não passava de um “sonhador de sonhos” (Bereshit 37:19).

Porém o mesmo dom que o levara ao fundo do poço desta vez o tira daí. Levado ao Faraó como um interpretador de sonhos deixou de ser um mero sonhador de sonhos para ser “homem o qual o Espírito de D’us está nele” (Bereshit 41:38). Da ruína ao sucesso, os sonhos de Yosef sempre guiaram sua vida. Frente a isso, deveríamos tomar o exemplo de Yosef para todos nossos sonhos? Como devemos encarar os sonhos? Seriam eles profecia e o sonhador um profeta?

Além dos sonhos serem um fenômeno mental produzido pelo inconsciente quando a mente entra em estado de relaxamento, explicam os sábios que eles também são 1/6 de profecia[1]. Mas se é assim, isso significa que uma vez que todos temos sonhos então todos somos profetas? A resposta é não. A guemará em Massechet Berachot discute sobre os sonhos e traz três opiniões[2]:

  • Rabi Eliezer: que o significado e a revelação se dá segundo aquele que o interpreta
  • Rabi Yohanan: que ao sonhar três vezes aí se concretiza
  • Rabi Shmuel bar Nachmani: não revelam ao homem a não ser as inquietudes de seu coração.

Como vemos, os sonhos não são apenas revelações mas também a reprodução de nossos pensamentos. Dessa forma, não podemos tomar o exemplo de Yosef como regra para todos os sonhos e entender que todos eles são revelações as quais necessitam sua interpretação. Em outra discussão os sábios trouxeram o exemplo de alguém que recebeu em sonho a localização de um dinheiro, mas também de que este estava comprometido como “segundo dízimo”. Apesar de ser verdadeira a localização o beit din não recebe orientação por sonhos em seus julgamentos e dizem: “não contribuem e nem diminuem”[3].

Não é porque qualquer um tenha sonhado ou por qualquer sonho que devemos direcionar nossas vidas. Podendo os sonhos terem 1/60 de verdade (profecia) ainda assim necessitam quem os decifre e saiba separar a inquietude do coração da mensagem divina presente neles. Esse era o dom de Yosef, identificar a VERDADE nos sonhos e revelar a profecia, por isso diz a Faraó: “Esta é a palavra que tenho dito a Faraó; o que Deus há de fazer, mostrou-o a Faraó” (Bereshit 41:28).

Explica Rambam em Guia dos Perplexos que pelo fato de Hashem se revelar em sonhos aos perversos, como Lavan e Avimelech, prova que os sonhos não são profecia, uma vez que para ser profeta necessita lapidação das qualidades. Mas quando sonhado ou interpretado por alguém que tem o dom como Yosef, então se transformam em revelação. Como está escrito: “Ouvi agora as minhas palavras; se entre vós houver profeta, eu, Hashem, em visão a ele me farei conhecer, ou em sonhos falarei com ele” (Bamidbar 12:6).

Então como saber se devemos seguir os desígnios de um sonho ou não? A menos que sejam os sonhos de um tzadik, o qual tem as qualidades para ser inspirado de espírito, e que devemos estar atentos ao seu significado, todos os demais sonhos são uma dúvida (safek) se são verdade ou não. É conhecida a regra judaica de que em caso de risco de morte (pikuach nefesh) devemos ser restritos e salvar. Neste caso, se o sonho revela uma forma de salvar vidas mesmo sendo sonhado por um perverso deve ser levado em conta e interpretado[4].

E assim vemos que os sonhos dos ministros no cárcere com Yosef se referiam a salvar uma vida, a do próprio Yosef. E os sonhos de Faraó era para salvar todo o povo do Egito e os filhos de Yaakov. Por isso Yosef não rejeitou esses sonhos e deu sua interpretação, pois entendeu neles a verdade divina. Por isso foi visto em Yosef o “homem o qual o Espírito de D’us está nele”.


[1] Berachot 57b

[2] Iden 55b

[3] Sanhedrin 30a

[4] Shut Shivat Tzion Nedarin 8ab

Anúncios


Categorias:Guia dos Perplexos, Parashá com Rambam

Etiquetas:, , , ,

1 reply

  1. ERRATA

    Onde leia-se “Podendo os sonhos terem 1/6 de verdade (profecia) ainda assim necessitam quem os decifre e saiba separar a inquietude do coração da mensagem divina presente neles” o corrreto é:

    “Podendo os sonhos terem 1/60 de verdade (profecia)”

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: