Moshe, o justiceiro


justica-01-01dez15

Moshe Rabenu foi o maior líder do povo judeu e dele temos muito o que aprender para nossa vida pessoal, familiar, profissional e espiritual. Dentre tantas qualidades de Moshe vamos analisar na parashat Shemot sua qualidade de justiça.

A justiça e a historia da humanidade parecem ter divergências entre si, pois quase nuca as vemos de mãos dadas. O ditado que diz que a justica é cega mas enxerga no escuro parece perder o sentido nos dias atuais. Na verdade eu diria que essa seria mais uma falácia que uma afirmação verdadeira. O problema esta em que a justica é o resultado do julgamento do que e certo e errado dando a o que é mericido a quem corresponde.

Definir o que é certo e errado é uma tarefa difícil. Sempre cremos que nosso conceito de certo e errado é imparcial e coerente. Porém quando fazemos essas definições tomamos como base nossos valores éticos e morais, sejam eles herdados ou adquiridos, e julgamos de acordo com a nossa atual capacidade de entender os fatos. Sendo assim tais definições são subjetivas e mudam no decorrer de nosso amadurecimento e com o passar das gerações. Devido a isso Rambam não aplica o conceito de certo ou errado à Torá, mas os conceitos de verdade e mentira (Guia dos Perplexos 1:2).

Moshe Rabeinu, assim como vimos com os patriarcas que o antecederam, possui o valor da justiça bem enraizado em seu caráter. Vemos como Moshe interveio na briga de um egípcio com um hebreu. Não se meteu na briga pelo agredido, por ser um de seu povo. Mas, conforme nos conta o midrash, a briga se dava porque o egípcio havia tomado a esposa do hebreu e daí se começou a discussão. Moshe aplicou o juízo da Torá sobre o Egípcio e, assim, o matou. Desse caso nasceu o filho da israelita com um egípcio que profanou Hashem (Vaikra 24:10).

Meguilat Ester Sefaradi

Meguilat Ester Kesherá, 21 linhas 28cm em pergaminho. Meguilá kesherá para leitura pública na sinagoga. Apenas uma em estoque. Consultar disponibilidade pelo e-mail info@caferambam.com antes de executar a compra. PREÇO NÃO INLCUI ENVIO.

₪2,650.00

No dia seguinte viu dois hebreus que brigavam. Quando Moshe percebeu que já iam partir para a violência interveio dizendo: “por que batera em seu irmão?” De onde aprendemos que tão apenas com a intenção em agredir já se considera rashá (Sanhedrin 58b).

Uma vez tendo que fugir do Egito por haver matado um egípcio, Moshe busca exílio nas terras de Midian. Aí se deparou com pastores que não permitiam que as filhas de Reuel, o mesmo Itro sacerdote de Midian, retirassem água do poço para seu rebanho. No mesmo instante Moshe interfere a favor das jovens e dar de beber a seu rebanho.

Vemos pois nesta parashá que a justiça e uma qualidade presente em Moshe, assim como foi com os patriarcas. E da mesma forma como os patriarcas alcançaram o nível espiritual necessário para receber profecia, Moshe também alcançou e inclusive chegou ao mais alto nível de elevação espiritual para tal. Quando se usa o termo profeta como referencia de nível espiritual não se está querendo dizer com isso que o único nível espiritual desejável é o que leva o indivíduo à revelação, não é isso. Até porque um profeta não recebe revelações todo o tempo de sua vida, senão por um período  apenas. E nem se pode chegar ao nível mais alto e permanecer aí para sempre. Só se chega a este nível uma vez na vida e daí se baixa para níveis inferiores (Guia dos Perplexos 2:45).

Tefilin Peshutim BAR-MITZVA

Tefilim Kasher leBracha Peshutim para Bar Mitzvá

R$1,340.00

Rambam divide os níveis de profecia em onze, sendo os dois primeiros imprescindíveis porém não querendo dizer que os alcançando o individuo esteja apto para receber uma revelação. Justamente o primeiro nível abarca os valores de justiça e da boa influencia. Se pensarmos bem, esse é o mínimo que se espera de alguém que lidera um povo, uma comunidade ou uma sinagoga, por exemplo. Para ser um dos juízes de Israel há que ter estas qualidades, o mesmo se aplica para ser rabino. Àquele que alcança este nível e age em favor do povo que está escrito na Torá que o “espíritu de Deus esta sobre ele”.

Parece simples, mas não é. Esta qualidade de justiça não deve ser conforme nossos conceitos subjetivos, mas segundo a justiça da Torá que está baseada no que é verdade e no que é mentira. Dessa forma tal qualidade está atrelada a uma das mitzvot mais difíceis da Torá, a Mitzvá Número 8, segundo Sefer Hamitzvot de Rambam, na qual estamos obrigados a nos assemelharmos a D’us. Como explica rabenu: na medida em que Hakadosh Baruch Hu é misericordioso também sejamos misericordiosos; na medida em que Hakadosh Baruch Hu é justo sejamos justos. Como está escrito na Torá: “e seguiras seus caminhos” (Devarim 28:9).

A justiça que Moshe levava sobre si foi um das qualidade que o fizeram ser incubido a liderar o povo por 40 anos. Devemos também buscar tais valores pois sobre nós também está a mitzvá de nos assemelhar a Hashem e sermos justos como ele.

Anúncios


Categorias:Curiosidades, emuná, Guia dos Perplexos, Parashá com Rambam, Sefer Hamitzvot

Etiquetas:, , , , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: