BO – Responsas de Rambam sobre Faraó e sua punição


ruling20ancient20egyptAo homem lhe dada a liberdade de escolha, mas há casos em que esta autonomia o priva de uma liberdade futura, digamos, por exemplo, o uso de drogas viciosas. A escolha por este tipo de drogas se faz uma única vez, pois, a partir de seu consumo a pessoa não pode escolher por parar, porque está viciado nela.

A livre escolha é algo bonito, na condição de não se privar dela. Para ser um homem livre não pode haver a escolha de ser escravo. Faraó tornou-se viciado por sua maldade. Então se provou dele a liberdade no exato momento que ele se provou dela.

Eis o comentário do Rambam sobre este tema nas Leis de Teshuvá Capítulo Seis:

A livre escolha do homem é um grande fundamento:

עַמּוּד הַתּוֹרָה וְהַמִּצְוָה, שֶׁנֶּאֱמַר: “רְאֵה נָתַתִּי לְפָנֶיךָ הַיּוֹם אֶת הַחַיִּים וְאֶת הַטּוֹב, וְאֶת הַמָּוֶת וְאֶת הָרָע” (דברים ל,טו), וְכָתוּב: “רְאֵה אָנֹכִי נֹתֵן לִפְנֵיכֶם הַיּוֹם בְּרָכָה וּקְלָלָה” (שם יא,כו), כְּלוֹמַר שֶׁהָרְשׁוּת בְּיֶדְכֶם, וְכָל שֶׁיַּחְפֹּץ הָאָדָם לַעֲשׂוֹת מִמַּעֲשֵׂה בְּנֵי הָאָדָם – עוֹשֶׂה, בֵּין טוֹבִים בֵּין רָעִים. וּמִפְּנֵי זֶה הָעִנְיָן נֶאֱמַר: “מִי יִתֵּן וְהָיָה לְבָבָם זֶה לָהֶם” (שם ה,כה), כְּלוֹמַר שֶׁאֵין הַבּוֹרֵא כּוֹפֶה בְּנֵי הָאָדָם וְלֹא גּוֹזֵר עֲלֵיהֶם לַעֲשׂוֹת טוֹבָה אוֹ רָעָה, אֶלָּא לִבָּם מָסוּר לָהֶם.

Fundamento da Torá e da Mitzvá, como está escrito: “veja, tenho posto diante de ti hoje a vida e o bem, e a morte e o mal” (Devarim 30:15), e está escrito: “veja, eu entrego diante de vocês hoje benção e maldição” (Devarim 11:26). Isso significa que a possibilidade está em vossas mãos. É tudo o que desejar o homem realizar das ações humanas, fazê-lo, sejam boas ou más. Em virtude disso está escrito: “quem dera que fosse assim o coração deles” (Devarim 5:25). Ou seja, que o Criador não obriga o homem e não decreta sobre ele fazer o bem ou o mal, mas seu coração o leva a isso.”

Tefilin Peshutim BAR-MITZVA

Tefilim Kasher leBracha Peshutim para Bar Mitzvá

R$1.340,00

Questão 1:

Vários versículos da Torá e nos profetas parecem contradizer este fundamento… e se vê neles que Hakadosh Baruch Hu (Santo Bendito seja) decreta ao homem fazer o bem ou o mal e que o coração do homem não o conduz a fazer tudo o que quer.

Resposta 1:

Então explicarei o grande fundamento, de  forma que dele saberá o significados desses versículos.

No momento que um homem peca ou os habitantes de uma cidade pecam, e comete o pecador um pecado que o faz consciente e intencionalmente – convém pagar por ele, e Hakadosh Baruch Hu sabe como pagará.

  1. Há pecados para os quais o juízo é dado a pagá-lo neste mundo sobre o pecador, sobre seu corpo, seu dinheiro ou filhos pequenos.
  2. Há pecados para os quais o juízo é dado a pagá-lo no mundo vindouro, e não sofre por ele nenhum prejuízo neste mundo.
  3. Há pecados que se os pagam neste mundo e no mundo vindouro.

De que estamos falando? Em todo o tempo em que não se arrependeu. Porém, se há arrependido – o arrependimento é como uma cortina frente aos sofrimentos. Da mesma forma que o homem que transgride por sua vontade e consciência assim também deve fazer teshuvá por sua vontade e consciência.

Há casos em que o homem comete um grande pecado ou muitos pecados a ponto que se dê o juízo antecipado (antes mesmo do tempo do juízo verdadeiro) de forma que o pagamento por estes pecados que fez voluntariamente e conscientemente seja a privação da teshuvá, não é dado a ele a possibilidade de voltar atrás de seus pecados para que morra e se desapareça em seus pecados.

Dessa forma está escrito na Torá: “e Eu endurecerei o coração de Faraó” (Shemot 4:21); porque pecou por ele mesmo desde o princípio e fez maldade a Israel, estrangeiro e sua terra, como está escrito: “vamos, usemos de sabedoria sobre ele” (Shemot 1:10).

justica-01-01dez15Questão 2:

E por que já havia liberado o povo por meio de Moshê dizendo-lhe “vá” e se arrependeu; e já havia dito o Santo Bendito Seja a ele “você não enviará”, com está escrito: “sobre ti e teus servos Eu já sabia” (Shemot 9:30), “porém, para isto te mantive” (Shemot 9:16)?

Resposta 2:

Para ensinar a todos os povos que no momento em que Hakadosh Baruch Hu inviabiliza a teshuvá a um pecador ele não pode se arrepender, mas morrerá por sua maldade que fez desde o princípio por sua própria vontade.

Pergunta 3:

E não está escrito na Torá: “e escravizarão e os farão sofrer” (Bereshit 15:13), sendo assim, decretou aos egípcios fazerem o mal – então por que eles pagaram?

Resposta 3:

Cada um daqueles egípcios que fizeram mal a Israel pareciam não quererem fazer o mal, a possibilidade estava em sua mão. Não se há determinado sobre alguém de forma sabida, mas informou que no fim sua geração estaria dependente em uma terra que não era dela.

Anúncios


Categorias:Curiosidades, emuná, Leis de Teshuvá, Mishne Torá, Parashá, Parashá com Rambam, Perguntas e Respostas

Etiquetas:, , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: