Dicionário de Pessach


PESSACH2

Como nos ensinam os sábios, terminando a festa de Purim se deve começar a estudar as leis de Pessach (Pessachim 6:1). Sendo assim preparamos um dicionário dos conceitos e leis referentes ao mês de Nissan e à festa de Pessach.

Tefilin Peshutim BAR-MITZVA

Tefilim Kasher leBracha Peshutim para Bar Mitzvá

R$1,340.00

Adquira estes Tefilin em Parcelas pelo PagSeguro. CLick Aqui

Em caso de sentirem a falta de algum termo, favor escrever nos comentários e o explicarei e adicionarei se necessário.


Acompanhe nossos Artigos sobre Pessach:

  • Podcast de Pessach
    Shalom, como vão os preparativos para Pessach? Vamos falar sobre o assunto em nosso Podcast de Pessach. Deixe seu like e compartilhe com os amigos. Anúncios
  • Mistura de Chametz Segundo Rambam
    Versões diferentes do texto pode nos levar a ter uma compreensão equivocada da Halachá.
  • O que é Chametz?
    O principal da festa de Pessach é o sacrifício que leva o mesmo nome e é oferecido na véspera da festa. A carne deste korban era servida à noite na refeição. Como hoje não temos o Templo, muito embora não... Read More ›
  • Bênção das Árvores
    “Abençoado sejas Tu, Senhor nosso Deus, Rei do Universo, que não destruiu nada em Seu mundo, e criou boas criaturas e boas árvores para o deleite dos homens”. Esta benção foi decretada porque é uma fenômeno que vem de tempos... Read More ›
  • Dicionário de Pessach
    Como nos ensinam os sábios, terminando a festa de Purim se deve começar a estudar as leis de Pessach (Pessachim 6:1). Sendo assim preparamos um dicionário dos conceitos e leis referentes ao mês de Nissan e à festa de Pessach.... Read More ›
  • Noite de 14 de Nissan
    À luz de velas buscamos o que devemos eliminar de nossas vidas.
  • Passo-a-passo de como kasherizar
    Como Kasherizar sua cozinha "tchic tchac"
  • Inspeção e Anulação do Chametz
    Eliminar de casa e do coração! Introdução de Bedikat Chametz.

Dicionário de Pessach

בִּרְכַת הָאִילָנוֹת

Bênção recitada no mês de Nissan ao lado de duas árvores frutíferas florescendo, como agradecimento a D’us pela criação da natureza para o propósito do homem.

Bircat Hailanot

שַׁבָּת הַגָּדוֹל

Shabat anterior a Pesach. É chamado assim por três razões:

a)      Por causa do grande milagre que foi feito ao povo de Israel no Egito quando levaram o cordeiro para o sacrifício de Pessach e os egípcios não os mataram por isso, embora o cordeiro fosse um de seus ídolos.

b)      Pelo que está escrito na Haftará deste Shabat: “Eis que envio Eliyahu, o profeta, antes do grande e temível dia de Hashem” (Melachi 3:23)

c)       Por causa do costume de que o rabino principal de uma comunidade transmite sua prédica de Shabat focando nas leis e na importância da festa.

O Grande Shabat

קֵּמְחָא דְפָּסְחָא, מָעוֹת חִיטִּים

Coleta de tzedaká (doações) para a aquisição de Matzá para os pobres.

Farinha de Pessach, Dinheiro do Trigo

לֹא ב‏ד”ו פֶּסַח

Que o primeiro dia de Pessach nunca sucede dias de (ב) segunda-feira, (ד) quarta-feira e (ו) sexta-feira.

Não “BADO” Pessach

הַכְשָׁרַת כֵּלִים

 Processo que valida o uso de utensílios de cozinha antes inapropriados para Pessach.

Kasherização dos Utensílios

כְּבּוֹלְעוֹ כָּךְ פּוֹלְטּוֹ

Regra de “Kasherização dos Utensílios” onde estabelece que pelo mesmo processo no qual um utensílio se invalida ao absorver o sabor de uma substância proibida, assim também se revalida.

Assim como absorve, expele

הַגְעָלָה כֵּלִים

Processo de Kasherização de Utensílios por imersão em água fervente.

Imersão Fervente

לִיבּוּן

Processo de Kasherização de Utensílios pelo aquecimento de metais a ponto de incandescê-los ou abrasá-los.

Abrasar

טְבִילַת כֵּלִים

Processo de Kasherização de Utensílios novos, produzidos por não judeus, pela imersão em mikvê.

Imersão de Utensílios

חָמֵץ

Fermentação de um dos cinco grãos: trigo, cevada, centeio, aveia e espelta. Para tal é suficiente que haja o contato de um desses grãos com água por pelo menos 18 minutos.

Chametz

שְׂאוֹר

Massa lêveda (feita a partir dos cinco grãos) usada para fermentar outras massas.

Seor

בַּל יֵרָאֶה ובַל יִמָּצֵא

Proibição da Torá de se ter Chametz em casa, em sua propriedade ou baixo seu domínio. Shemot 12:19; 13:7

Não Ver e Não Ter

בְּדִיקַת חָמֵץ

Busca do Chametz e inspeção da residência e todas as propriedades na noite de 14 de Nissan a fim de certificar de que todo o chametz foi apartado.

Inspeção do Chametz

בִּיטּוּל חָמֵץ

Após a inspeção se anula todo o chametz que não se pode ser encontrado nesta noite. A anulação deve ser física e mental, eliminando o chametz de nossos desejos.

Anulação do Chametz

בִּיעוּר חָמֵץ

Processo que se inicia na noite de 14 de Nissan e se termina na manhã deste mesmo dia. A eliminação se dá por espalhar o Chametz (pó) ao vento, lançando ao mar ou, a mais comum, queimando. Este processo deve ser concluído até o fim da quinta hora do dia (tempo haláchico).

Eliminação do Chametz

מְכִירַת חָמֵץ

Eliminação do Chametz com a possibilidade de aquisição futura. A venda se faz a um não judeu com expiração de validade com o fim da festa.

Venda do Chametz

תַּעֲנִית בְּכוֹרוֹת

Costume dos primogênitos jejuarem em comemoração do milagre da salvação dos primogênitos hebreus frente a morte dos primogênitos egípcios.

Jejum dos primogênitos

לַיִל הַסְדָר

Noite de 15 de Nissan, primeiro dia de Pessach. Noite na qual se realiza a refeição festiva.

Noite do Seder

סְדָר שֶׁל פֶּסַח

Ritual seguido na refeição festiva do primeiro dia de Pessach no qual segue 15 passos, ou elementos, conhecidos como Simanei Haseder

Ordem de Pessach

הַגָּדָה שֶׁל פֶּסַח

Relato da história de Pessach contado a partir

Conto de Pessach

קַעֲרַת פֶּסַח

Típica bandeja tradicional onde estão dispostos os 7 alimentos que a compõem. São eles:

1.       מָרוֹר – Ervas amargas, como escarola e alface romana que simbolizam a amargura da escravidão;

2.       כַּרְפַּס – Representa as lágrimas do hebreus; Pode ser cebola crua, batata cozida mergulhada em água com sal, salsinha ou salsão;

3.       חֲרוֹסֶת – Lembra a argamassa usada pelos hebreus no Egito para fazer tijolos; mistura de maçã, pera, nozes e vinho tinto; ou nozes, amêndoas, tâmaras, canela e vinho;

4.       חַזֶּרֶת – Simbolizam o sofrimento dos hebreus na escravidão do Egito, ervas amargas de sabor forte.

5.       זְרוֹעַ – Osso assado com carne, representa o Korban Pessach e faz referência ao braço estendido mencionado na Torá  como a forma com a qual Hashem liberou seu povo.

6.       בֵּיצָה – Ovo, representa o Korban Haguigá que é obrigatório sacrificar em cada festa.

7.       מַצָּה – Três pães ázimos feitos de farinha de um dos cinco grãos e água.

Bandeja de Pessach

סִימָנֶי הַסְדָר

Quinze elementos que compõem o Seder de Pessach. São eles:

1.       קַדֵּשׁ – Kidush, santificação do dia, tomada da primeira taça

2.       וּרְחַץ – Lavado das mãos sem berachá

3.       כַּרְפַּס – bendição do Karpás emergido em água

4.       יַחַץ – Quebra da Matzá do meio onde é separada a parte maior para ser o Afikoman.

5.       מגִּיד – Ápice do rito com o cumprimento da mitzvá de ensinar os filhos a história de Pessach, tomada da segunda taça

6.       רַחְצָה – Netilat Yadaim com berachá para comer a Matzá

7.       מוֹצִיא – Descoberta da Matzá, berachá Hamotzi

8.       מַצָּה – Ingestão da Matzá Mitzvá

9.       מָרוֹר – cumprimento da mitzvá de comer Maror e recitação da Berachá “al achilat maror”

10.   כּוֹרֵךְ – Sanduiche de Matzá com maror (e Charosset) conforme Hilel

11.   שֻׁלְחָן עוֹרֵךְ – Refeição

12.   צָפוּן – Busca e ingestão do Afikoman

13.   בָּרֵךְ – Birkat Hamazon, fim da refeição, tomada da terceira taça

14.   הַלֵּל – Recitação de Halel, tomada da quarta taça

15.   נִרְצָה – Canções de Pessach

Elementos de Pessach

אַרְבַּע כּוֹסוֹת

Obrigação de tomar Quatro Taças de Vinho no Seder de Pessach

Quatro Taças

כּוֹס שֶׁל אֱלִיָּהוּ

Costume de reservar uma taça de vinho para Eliyahu, o profeta, que virá no fim dos tempos da galut para anunciar o tempo da redenção e o Mashiach

Taça de Eliyahu

מַצָּה

Pão ázimo obrigado a comer na Primeira Noite de Pessach.

1.       מַצָּה מִצְוָה – Matzá com a qual se cumpre a mitzvá no Lail Haseder.  Está dividida em três nomenclaturas:

1.1.    מַצָּה שְׁמוּרָה – Matzá produzida especialmente para o cumprimento da mitzvá, sendo sua produção supervisionada e destinada ao cumprimento da mitzvá desde a colheita dos grãos.

1.2.    לֶחֶם עוֹנִי – Pão do pobre, ou pão da aflição; Matzá feita apenas de farinha e água podendo ser de qualquer forma de produção.

1.3.    מַצָּה מְכוֹנָה – Matzá produzida por máquinas.

2.       מַצָּה עֲשִׁירָה – Matzá feita com adicionais de sabor como sucos de frutas, chocolate, condimentos etc.

Matzá

אֲפִיקוֹמָן

Palavra grega que significa servir o doce (sobremesa). A intenção é a ingestão da parte maior da Terceira Matzá partida no início do Seder como lembrança do Korban Pessach que se comia quando já estava satisfeito. Há o costume de escondê-la para que as crianças a busquem a fim de ganhar um prêmio, método para manter as crianças acordadas até o fim do Seder.

Afikoman

הַלֵּל הַגָּדוֹל

Recitação no fim da Seudá do Salmo 136 para render louvores a grandeza de Hashem

Grande Halel

תְּפִילַּת טַל

Reza adicional recitada pelo Hazan antes de Musaf do Primeiro dia de Pessach solicitando a decida do orvalho. O momento marca a mudança na fórmula da reza da Amidá de inverno para verão.

Reza do Orvalho

שְׁבִיעִי שֶׁל פֶּסַח

Corresponde ao dia 21 de Nissan, sétimo e último dia de Pessach, conhecido também como עֲצֶרֶת (interrupção). Segundo a Massóret neste dia sucedeu o milagre da abertura do Mar de Juncos. Acostumou-se à meia noite recitar Shirat Haiam (Shemot 15) relembrando os momentos da travessia do mar. Este dia é YOM TOV igualmente ao primeiro dia.

Sétimo dia de Pessach

חוֹל הַמוֹעֵד

Dias intermediários entre 15 e 21 de Nissan. Embora esteja permitido realizar trabalhos nestes dias, eles são considerados santos e se deve honrá-los com pequenas, porém relevantes, refeições encabeçadas com pão e vinho.

Nestes dias, embora permitidos os trabalhos, há restrições. São permitidos somente os trabalhos necessários para a subsistência e manutenção da festa. Está proibido, por exemplo, lavar roupas, cortar cabelo, armar tenda etc…

Hol Hamoed

סְפִירַת הַעוֹמֶר

Mitzvá da Torá de contar os dias e as semanas para a colheita do trigo. São 7 semanas, 49 dias, contados a partir da segunda noite de Pessach. Ao fim da contagem celebra-se a festa de Shavot e comemora-se o recebimento da Torá.
Contagem do Ômer

 

Anúncios


Categorias:Festas, Pessach

Etiquetas:, , ,

1 reply

Trackbacks

  1. O que é Chametz? – Café Rambam | קפה רמב"ם

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: